24 agosto, 2010

Accept - Blood of the Nations

Após toda a euforia por conta do lançamento do The Final Frontier, e mesmo os caras estando em primeiro lugar na parada britânica, na minha concepção, o grande candidato a melhor disco do ano saiu esses dias. Após 14 anos de reclusão, os caras do Accept chamaram Mark Tornillo e gravaram um petardaço. Um álbum digno dos tempos de ouro da banda. Um álbum que para mim nasceu clássico. Blood of the Nations tem todo o peso característico e o vocal tem uma similaridade muito grande com o do Udo, sem querer imitá-lo.
São 13 petardos cuja pancadaria é quebra na balada metal Kill the Pain e pela bônus Time Machine, uma música mais ritmada. Do resto, só soco na oreia. Eu recomendo.

Um comentário:

  1. Grande, vou conferir.
    Vindo de você espera-se coisa boa.:-)

    ResponderExcluir